E se Os Simpsons fossem brasileiros?

Algumas semanas atrás, estava eu, tentando bancar o blogueiro (ah! que piada!), tomando café numa Starbucks, com o notebook no colo e respondendo aos comentários de vossas senhorias. De repente, não mais que de repente, a profecia do nosso amigo Julio se concretizou – Sim, tudo dá um novo post.

Dois americanos conversavam ao meu lado: oh my God! oh my God! São dois americanos! Sim, eram dois americanos, e infelizmente meu inglês foi suficiente para que eu pudesse entender o que eles estavam cuspindo. Não, eles não estavam cuspindo em mim, foi só uma metáfora (por enquanto). O brilhante assunto dos bonitos era o episódio em que os Simpsons vem ao Brasil… Bem, antes de mais nada, deem uma olhada em um trecho deste episódio:

O Youtube é bloqueado no seu trabalho? seu chefe já te pegou 11 vezes vendo vídeo como o Thiago? Relaxa, eu explico pra você: A família Simpson vem ao Brasil atrás de um garoto órfão chamado Ronaldo. Os brasileiros falam com sotaque espanhol, a Amazônia é vizinha do Rio e as pessoas andam em filas de conga pelas ruas. O episódio pinta uma imagem nada desejável do Rio de Janeiro, o Homer é sequestrado por um taxista não-licenciado e há cobras e macacos nas ruas. Voltando à Starbucks, os dois americanos debochavam destas cenas, dizendo que o Brasil era REALMENTE aquilo que foi retratado no episódio.

Como já dito neste blog: O Brasil é uma festa. O Brasil é o país do sexo, mulheres, futebol, dançarinas, carnaval e impostos. No entanto, não somos índios, não andamos em fila, não saímos sequestrando turistas (pelo menos não todos nós) e não existem macacos andando por Copacabana.

Sendo assim, eu lhes faço uma pergunta: E se ‘Os Simpsons’ fossem ‘Os Silvas’ e embarcassem em uma viagem para os Estados Unidos?

Homerildo (Homer): Corinthiano fanático, Homerildo ganha a vida como servente de pedreiro. Simples, honesto e adepto da cerveja Bavária, ele luta para criar seus filhos e sustentar os delírios de sua esposa Margerete, que sonha em ser capa da Dona de casa da Laje.

Margerete (Marge): Dona de casa assídua, tem o barraco onde vivem sempre limpo e alvejado. Margerete não perde um episódio de Insensato Coração. Suas manhãs são preenchidas com a Ana Maria Braga e ela não se aguenta rindo das piadas do Louro José.

Bartecleidson (Bart): Garoto esperto, já recebeu várias propostas para ser olheiro de boca de fumo por R$2 o dia e recusou todas. O sonho de Bartecleidson é ganhar um Skate, porém, enquanto isso não acontece ele se contenta com 3 bolas de gude descascadas.

Lisa Raimunda (Lisa): Carinhosamente chamada de Munda, é uma garota simpática e inteligente, é de fato a melhor aluna da classe de 3 estudantes de uma ONG aberta no morro.

Mégguiestilda (Maggie – in memorian): Era a filha caçula do casal, mais conhecida como Méguinha, a pobre menina morreu de barriga d’água por falta de atendimento médico no postinho de saúde perto de onde morava. – Bem, na verdade o nome dela ficou meio sem graça e como eu sou o roteirista, decidi simplesmente matá-la.

Um belo dia, Homerildo estava passando em frente a uma agência da CVC e foi premiado com uma promoção: um pacote de 7 dias nos EUA, parcelados em 240x de R$50,00. E lá foi a familia Silva para a terra do Tio Sam

Logo ao desembarcarem no aeroporto JFK em New York, eles foram surpreendidos por um ataque terrorista com Antraz – aquele pózinho branco que mata em 1 minuto. Como cão vira-lata sempre aguenta mais o tranco, eles foram os únicos sobreviventes do ataque. Ao chegarem no hotel, tiveram uma surpresa terrível, o mesmo havia sido leiloado! Pois é, a hipoteca venceu e o dono não pagou – ainda era efeito da crise imobiliária dos EUA. Tudo bem, a Família Silva não tinha onde ficar, mas ainda estava nos States! era tudo festa! – pobre se contenta facilmente. O jeito era se hospedar em algum beco do Bronx, mas adivinhem? eles não eram negros, não foram aceitos naquele bairro – e você aí pensando que brasileiro é que é racista hein? – Bem, andaram, andaram e andaram e encontraram uma fazenda, ótimo! ninguém iria incomodá-los no meio da plantação de milho. O problema foi que 3 dias depois, mediante negligência das autoridades americanas, todos eles haviam desenvolvido tumores devido ao uso indiscriminado de agrotóxicos e resíduos industriais na plantação. Eles precisavam retornar ao Brasil imediatamente pois a poluição naquele país só fazia aumentar tais tumores. Mas a vida, ah a vida era uma caixinha de supresas para os Silva: uma equipe da SWAT apareceu do nada e levou o coitado do Homerildo preso. Como um dos únicos sobreviventes, e com cara de pobre, ele foi acusado de ter participado do ataque com Antraz ao aeroporto. Homerildo foi levado para Guantánamoprisão americana para terroristas em Cuba – onde iria permanecer preso pelo resto de sua vida – sem julgamento. Entretanto, brasileiro que só, Homerildo encontrou um jeito de escapar da prisão e sumiu no mundo. Enquanto isso, o resto da família Silva acompanhou pela TV, o falso ataque ao falso esconderijo de Homerildo no Paquistão, assistiu ao seu falso assassinato e logo após, a imersão de suas falsas cinzas no mar.

Fim do episódio.

Qualquer semelhança com a realidade americana é mera coincidência.

P.S.: Você que chegou aqui pelo TEDIOSO.COM, faça um comentário!

Anúncios

35 Respostas para “E se Os Simpsons fossem brasileiros?

  1. Vandenilza Caldonazzo

    Amigo Gabriel, senti “vergonha” vendo o video.

    Por essas e outras barbaridades é que acho que a censura deveria voltar para certas liberações de conteúdos falsos que são expostos na midia brasileiras. Porque os censuradores não enxergam e liberam isso para a TV??????? Pelo que fiquei sabendo esse não é o primeiro video falando e passado coisas erradas sobre o Brasil e os brasileiros. Abraços.

    • Oi Vandenilza! tudo bem?

      Pois é, algumas coisas realmente deveriam passar por um filtro antes de chegarem as telas. Mas acho que voltarmos com a censura iria nos trazer outros problemas rs. Imagina colocar nas mãos do governo tudo o que se passa na TV? Iríamos ser ABSURDAMENTE mais manipulados rs. O que você acha?rs

      Muito Obrigado pelo seu comentário querida!

  2. Bom, acho que tudo que os americanos falam do Brasil tem um fundo de verdade. Veja o filme Rio que começa com um b. undalêlê, tudo o que o Brasil mostra são mulheres bronzeadas com um ‘pandeiro’ enorme, um chamativo para a prostituição e tudo o que está atrelado a isto.

    • Oi Marcos,

      Infelizmente preciso concordar que vários ‘boatos’ que correm pelo mundo sobre o Brasil são realmente verdade.

      Mas é tudo muito relativo. Exemplo, nós brasileiros, somos tidos no mundo como promíscuos, dançarinos, carnavalescos, etc. No pouco tempo em que morei nos EUA pude presenciar várias cenas dentro de casas noturnas que acredito que nunca irei presenciar no Brasil.

      Aí eu me perguntava: “ahh, vocês aí praticamente se esfregando pelados numa balada é que dizem que o Brasil é promíscuo?rs”

      Mas enfim, todo país tem seus esqueletos no armário né?

      Muito obrigado pelo seu comentário!

  3. suahusauhsua kara de mais, de mais msm, nós brasileiros somos taxados de uma maneira tão escrota la fora, que simplesmente generalizam tudo, mais realmente a sua historia ficou de mais… Parabens …

  4. O.O
    viajeeeem!
    HSUHAUSHUHSUHSUSHUHSUHSUHA
    raxeeeeeeI² muuito bom rs
    precisa falar alguma coisa?
    obrigada por mais um almoço divertido gabriel!;D
    rsrs
    Beijo;*

  5. Acho que tanto americanos quanto brasileiros passam imagens erroneas de seus países, todos temos pontos fracos e fortes.

    O texto do nosso amigo é bem no estilo olho por olho… mas devemos sim dar uma resposta a esse ataque gratuito feito através desse “inocente” desenho americano.

    A esses FP dos marketeiros que criaram essa imagem do Brasil, dificil agora é desfazer isso!

    • Sim Lili, cada país tem, como disse ali em cima, seus esqueletos no armário. Preciso conviver com eles.

      Seria legal ver um episódio como esse ir ao ar!rs

      No entanto, o que acaba de me ocorrer é:

      “Os Simpsons tem praticamente todos os seus episódios baseados em críticas ao próprio governo americano, talvez meu desenho nem fosse necessário”

      rs.

      Muito Obrigado pelo comentário 😉

  6. Relaxe e goze, ja dizia Marta S. A imagem que o Brasil passa, realmente não é das melhores. “Orgulho de ser Brasileiro” ? Eu não tenho, se pudesse escolher iri para Europa, Finlandia, Holanda talvez. Esse Brasil jamais mudara, se o governo não fizer as reformas que precisam ser feita!!!!

    PS: Foi só eu ou alguem tambem notou o “smile” no fim da pagina, bem no centro dela? : )

    • Ihhh essa frase da dona Marta deu o que falar…

      Olha Diego, também preciso ser HONESTO, eu não tenho muito orgulho de viver num país que ‘debocha’ do seu povo de tantas maneiras diferentes: seja com altos impostos, políticos corruptos, educação inferior, etc.

      Gosto do POVO brasileiro, mas não de quem lidera este povo.

      Muito Obrigado pelo seu comentário meu querido!

  7. Depois eu volto aqui com mais calma, mas creio que se o Brasil fizesse o desenho sugerido por você, certamente os EUA mandariam uma bomba aqui para o Brasil…Duvido que os EUA não arrumariam a maior “confusão”. Os brasileiros somos inertes demais em muitas coisas. Em outro lugar muitos repudiariam tal desenho (e ainda fazem blog com a cara deles…rsrsrs) e nem “simpatizariam” mais com o país que fizesse uma coisa assim ofensiva, mas nós ainda damos “ibope” para lá.
    Como tb. comentaram acima, agora que está melhorando a situação, mas por anos e anos esta foi a imagem que passamos do Brasil: país de mulher/carnaval e futebol.

    • Rsrs, bem, se esse desenho fosse ao ar, os EUA iriam inventar que nós, no mínimo, estamos fabricando armas químicas, entraria aqui dentro, mataria o presidente e manteria seus soldados aqui por uns 10 anos rs…

      Pois é, acredito numa melhora desta imagem, mas isto é algo que talvez nossos netos comecem a sentir …

      Obrigado pelo seu comentário 😉

  8. Achei a resposta sensacional. Pena que você não tem o e-mail daqueles caras “desprovidos de conhecimento geográfico” para mostrar o post para eles!!! kkkkkkk !!!!!!

  9. http://www.vacilol.com.br/tirinhas/encontro-mundial-das-esposas-unidas/

    vejam esse post, uma simples tirinha reflete bem como o Brasil se da com tudo isso!!

  10. Max William Morais

    Gabriel,

    Seu jeito é bem próprio e interessante.

    Os cariocas (que às vezes envolve todo o Brasil nas críticas) sofrem pela maneira própria de apresentar a sua cultura ao mundo. Muitas vezes o que para alguns é um banho na calçada de cueca ou biquíni, passear de short curto e regata fininha ou homens sem-blusa (quando nem há muito calor); pode parecer prostituição ou “sem-vergonhice” ou N. coisas afins… Não sei. Mas parece que qualquer coisa é motivo para dizer que o BRASIL é o país de índio, que nele o Rio é de vândalos e putas e putos (perdão :]). O que tem acontecido é a generalização de tudo que “aqui” acontece.
    Deveríamos chamar os norte-americanos de “porcos gordos” e os europeus, de drogados e “êxtase’iros”?… NÃO. Porque generalizar é erro.

    É claro que o Brasil tem muito que mudar, todos temos sim. Mas se isso que os EUA e afins dizem dele, e dos brasileiros, é uma pretensa crítica construtiva, dever-se-ia adotar um “eu olho o meu rabo primeiro, para depois querer limpar a bosta que fica no dos outros”. Acho que é isto, é… Sei lá.

    PS. Acho que eu disse tudo confusamente errado: sou péssimo para críticas, etc… Por isto que gostei de seu blog: críticas doidas e engraçadas e sérias e espontâneas… Criativo.

    Namastê.

    • Max, primeiramente vi que você se inscreveu no Blog, e por isso, MUITO OBRIGADO.

      Gostaria de DISCORDAR do seu comentário num só ponto: “sou péssimo para críticas”. Discordo, sua crítica foi muito bem construída.

      Concordo com seu ponto de vista: Generalizar é sempre um problema, é o princípio de todos os tipos de “Pré-Conceitos”.

      Muito Obrigado pela sua contribuição, e como agora é um usuário inscrito, espero lhe ver novamente aqui!

      Grande abraço,

  11. ahahhaha verdade vc falou tudo!!!

  12. Muito bom, como sempre……
    Infelizmente, é uma grande verdade, de como nos somos vistos principalmente pelos “estados unidos”, nos enchergam como primitivos, mas no fundo tem um pouco de razão, pois o povo acostumou a esperar tudo do “governo”. Acho (tenho certeza) que ja passou da hr do povo acordar e mudar o futuro desse PAIS MARAVILHOSO, que todos invejam e são loucos para porem suas mãos em nossos tesouros naturais…………..

    • Pois é Reinaldo,

      Você imagina esse país, com todas essas riquezas naturais, petróleo, simpatia, clima… sem corrupção, sem má administração do dinheiro público… etc?

      Acredito que o Brasil tem potencial para ser um país de primeiro mundo, pelo seu tamanho e pelas pessoas que aqui vivem. Porém, como já dizia meu professor de história do Ensino Médio, temos que começar a mudar tudo láaa na pré-escola, para que nossos netos comecem a notar uma pequena diferença.

      Muito Obrigado pelos elogios e comentário Reinaldo! 🙂

  13. Vandenilza Caldonazzo

    Amigo.
    Acho que me expressei mal, eu quis dizer censura em coisas que vem de fora, para serem mostradas no Brasil. Sei que fora daqui, eles analisam e mudam tudo que não convém mostrar aos mais jovens o que pensam do País deles. Por acaso você já viu como eles ensinam Geografia por lá? Taxam os brasileiros de maneira horrivel e afirmam que a Amazonia pertencem a eles e que os brasileiros estão destruindo por ser ignorantes e analfabetos, mostram-nos como animais para as crianças de lá, e ilustram o livro de geografia com o Brasil sem o estado do Amazonas. Me senti “zonza” quando vi tal ilustração.
    Espero que você tenha compreendido meu ponto de vista.
    Abraços.

    • Oi Vandenilza, tudo bem?

      Ah sim, compreendi sim, realmente você tem razão, eu já vi a foto de um destes livros que circulam por lá com a Amazonia sendo deles.

      Uma vez eu estava em um zoológico em Washington D.C (capital dos EUA), e dentro deste parque havia uma ‘estufa’ cheia de árvores levadas da nosa Amazonia. O nome daquele lugar era ‘um pedaço da amazonia’.

      Incrivel, até a humidade típica da nossa floresta eles conseguiram reproduzir lá, mas o que mais me chamou a atenção foi isso: existia um personagem no parque: o seu ‘josé’, ele era brasileiro e nos guiava por meio de todas as particularidades do Brasil. Seu josé era um boneco, as vezes desenhado na parede, as vezes em forma de estátua. O mais legal foi o seu José apontando para uma foto e dizendo: “Olhem, as crianças brasileiras indo para a escola” – na foto podíamos ver algumas crianças com barriga d’agua indo para uma escola de barco, ou seja, ESSA É A IMAGEM QUE ELES TEM DE NÓS?rs

      Mas enfim, obrigado por ter voltado neste assunto para responder minha pergunta. 😉

      Grande abraço,

  14. infelizmente é assim que o Brasil é visto : as mulheres sempre disponíveis á uma festinha, o grande risco de ser uma vítima em potencial, tudo isso numa floresta.
    patético!

  15. Finalmente… Apareci! rsrsr
    Existe uma frase que diz: “A verdade gera conflitos” ao ver o vídeo proposto pelo autor, percebo que estamos sendo criticados por coisas que aos olhos de quem vê interpreta como pensa. O sentimento “imoral” talvez tenha sido uma das idéias proposta pelo roteirista do anime, o exemplo do programa infantil “teletetas” kkk ou do seqüestro mostra a critica do ponto de vista americano. A pergunta é: Qual é a mentira? Sim, eles estão olhando para nós agora e não para eles. No consolado americano só existem super heróis pintado com a cor da bandeira americana, afinal de conta é o único pais que precisa da ajuda destes, se não fossem os super heróis o que seria dos EUA? Tava destruída! kkk .. Cada um pinta seu papel com a mentira que imaginar e os americanos tem boa imaginação… A conclusão é o seguinte: cada dia que passa os americanos tem menos credito em sua influencia mundial, o anime não mudou o desejo que o mundo tem pela nossa nação, ou melhor, cada dia nós somos mais desejado, se é pelo sexo, futebol, pela beleza de nossas terras etc. já não sei, mas que temos defeitos, e aceitamos imoralidade, pode até ser! Pelo menos vivemos a realidade e não um conto de fadas, pelo menos o que somos, somos de verdade! E nossa verdade atrai o mundo.
    Entretanto quando queremos justificar nossos defeitos, fazemos como os americanos. Inventamos um super herói ou um super culpado p/ jogar as cinzas no mar.
    Esconder a verdade é aceitar o erro e sua propagação é viver uma mentira. Enfrentar a verdade pode gerar conflitos, rejeição etc. Mas pelo menos lutamos contra nossos erros. Pena que no Brasil a mentalidade de muitos já está americanizada! Ou seja… Somos farinha do mesmo saco, o que adianta olharmos pra eles? Nada!

    “critica confusa” kkk

  16. aafff….não aguento mais abrir esse blog e ver o mesmo texto ..desses caras amarelos… se vc não for escrever mais então deleta… ta mi irritando isso..!! kkkkkkkkkkkk

  17. rsrs Tem razão, Thiago, eu já estou quase tirando dos meus favoritos….rsrs

  18. assisti o video e ele está simplemente perfeito. Aliás, pegaram bem leve com o Brasil, porque isso aqui é um lixo, hein!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s