Queria ver deixar em branco hoje!

Eu não tenho a menor idéia de quem foi Hedy Madalena Bocchi, mas sou eternamente grato à ela por todas as histórias que a escola que herdou seu nome me proporcionou. Ensino Médio parece extensão daquele programa do Silvio Santos – quer namorar comigo? – Todo mundo gostava de alguém. Mais precisamente, todo mundo gostava de todo mundo, era uma festa, grega. Quem nunca teve uma paixãozinha ridiculamente infantil e inocente, que atire a primeira pedra! – não em mim, claro. Mesmo os mais nerds, os mais gordinhos ou magrelinhos. De fato, quanto mais estranho o cidadão era, mais linda e popular era a dona do seu coração. O cupido sempre foi cruél na escola: ligava pessoas “não ligáveis”, flechava corações inconectáveis, só por… diversão! E eu nem estou falando da sua professora de Química hein! – a minha hoje mora no meu condomínio. Sim, eu inventei a expressão “ironia do destino”.

Alguns destes romances platônicos e desconcertados terminam em casamento, outros em… pensão alimentícia. Mas existem alguns, e estes são os melhores, que terminam em… Pizza. Não, não em pizza de frango com catupiry, eles terminam em NADA ou melhor, em ri-SADA. Eles terminam em filme do Jim Carrey – maluco, esquisito, você não sabe o porque mas não consegue parar de rir.

E você que não gosta do Jim Carrey ou não entendeu minha piada, acredite, é melhor do que aqueles que terminam em Jogos Mortais.

Enfim, vamos voltar e é melhor voltarmos para eu não perder o foco pois já foram 268 palavras…

Estava aqui pensando, sabe o que é muito mais interessante do que ter uma paixão adolescente? é dividí-la com seu melhor amigo. Não, eu não fui apaixonado por ele! nós fomos apaixonados pela mesma… mesma… mesma… – eu era tão apaixonado que agora não me lembro de nenhum adjetivo para descrevê-la! Ótimo trabalho de novo Cupido estúpido! – mesma… mesma… mesma Baixinha! Se eu acabei me casando com uma mulher de 1,50M… a outra dita-cuja devia ter, sei lá, 1,30M?! – brincadeirinha 😉

Este era o cenário:

Vamos contar o milagre e relevar parcialmente o nome dos milagreiros. Meu melhor amigo vocês já conhecem -> prazer, Thiago Segantin. Jaqueline era nosso cupido e a baixinha, bem a ela chamaremos de Lilica Ripilica, como na marca de roupa infantil.

Eu fazia curso de inglês com a bonita. Depois descobrimos estar na mesma escola, depois entramos para o mesmo grupo de teatro daquela escola. Enquanto isso, Thiago e eu já éramos amigos há anos. Bem, vamos dar uma acelerada vai: O melhor amigo também decide entrar para o grupo de teatro. Eu me apaixono, ele se apaixona, ela também se apaixona… só que por nós dois! – se bem que paixão foi um palavra muito forte para este momento, mas enfim…

Era um triângulo. No entanto, era torto e desbalanceado. Eu era o do cabelo ruim e papel secundário na peça, ao passo que Thiago era o protagonista. A peça falava de sentimentos: eu era a Humildade (magrelo e tímido, humildade pura), o Thiago fazia o Amor. Não dizia uma palavra, ele era bonitão e burro. A Jaqueline (diretora e cupida do Triângulo) procurou na escola inteira até encontrar um cara MUITO desprovido de beleza para fazer o papel do Amor enfeitiçado (o rapaz era o resultado de uma briga de foice no escuro). Após a quebra deste feitiço, nosso Shrek virava o Encantado – quem era o Encantado? – O Thiago.

Ah, a Lilica Ripilica era… a Felicidade, mas não vamos falar muito dela aqui, pois no meu post, ela é uma personagem secundária… hehe – A minha vingança hoje tem sabor de mel… tem sabor de mel… tem sabor de mel…

Vamos lá, quais eram as chances do Bob Esponja contra o Encantado?

Apesar das brincadeiras, nunca vimos isso como uma batalha medieval. Éramos melhores amigos, subíamos no telhado da minha casa e ficávamos brincando de adulto: “Não, eu quero que ela escolha você, você merece”. “Não”, dizia o outro, “Se ela escolher você, vou me sentir tão feliz quanto!” – Queria ver se fosse hoje!

A gente rasgava e rasgava a seda e a Fiona não escolhia. O teatro era ensaiado e ela não escolhia, o teatro foi apresentado e ela não escolhia, o ano letivo acabou e ela não escolhia. Todos os dias Thiago e eu nos reuníamos para discutirmos as novidades e quem iria finalmente colocar os óculos do Neo do Matrix (o escolhido?! Tum dum tsss!). Reforçávamos a idéia de que seríamos felizes um pelo outro. A gente dizia tanto isso que mais um pouco e esqueceríamos dela para casarmos um com o outro!

Um dia, de repente, a Jaqueline chega e diz: Ela escolheu!

Ela escolheu! ela escolheu! – Mas espera, QUEM ela escolheu? Teria sido engraçado se ela tivesse escolhido uma TERCEIRA pessoa! – o que provavelmente deve ter acontecido uns meses depois – mas nesta ocasião, a Jaqueline disse que ela havia escolhido… a mim.

O fraco prevaleceu, o último foi o primeiro, Deus estava ao lado do pobre, Jesus tocou as minhas vestes sujas – e não as do Encantado! Então, preparei minha melhor voz, fui até um orelhão e liguei para ela:

“Oi”.

“Olá”.

“Éh… bom… é…”

Eu era um sucesso!

Eu precisava ir até a casa dela para conversarmos pessoalmente, mas não tinha coragem para tal. Aí o gênio aqui teve uma idéia: vou chamar alguém para ir comigo. Vocês sabem quem eu chamei? O Encantado! Ele não poderia chegar lá comigo, então após 40 min ensaiando, ele finalmente ficou numa esquina me esperando enquanto eu fui até lá… todo BANDIDO!

Pensamento do dia: Amigo de verdade espera na esquina enquanto o outro vai beijar a amada!

Peraí, eu disse… beijar? haha, desculpe, foi só modo de dizer. Nosso relacionamento não chegou a algo tão carnal. Cheguei lá vestido com minha melhor roupa, a qual hoje penso: Deus, como eu saía de casa com aquilo?

Conversamos. Só sobre banalidades – odeio conversar sobre banalidades. Ela não havia escolhido, eu havia sido enganado. Enganado pelo cupido, pelo destino, pelo meu coração. Ela saiu pela tangente e eu… bem, eu NEM sabia o que era tangente.

Me despedi. Cheguei na esquina e o Thiago perguntou: “E aí!?”, eu disse: “Não sei”. Era como se eu tivesse visto um fantasma, não sabia o que dizer. Era Dezembro, pensei: “em Janeiro, no inicio das aulas nos entenderemos”. O ano letivo começou e nunca mais a vimos, ela havia mudado de escola. Acabamos por consolar um ao outro.

Contudo, esse triângulo amoroso nos ensinou uma lição muito, mas muito valiosa:

Uma amizade é MUITO mais importante do que qualquer paixãozinha adolescente. As paixões vem e vão, as paixões bobinhas se apagam tão rapidamente quanto fósforos acesos ao vento, mas a chama da verdadeira amizade não. A chama da verdadeira amizade se mantém acesa mesmo quando todos sopram para apagá-la. Eu não trocaria o amigo que tenho hoje por 2 horas de beijo, 4 meses de namoro ou 6 doses de adrenalina.

Obrigado Lilica Ripilica, por ter me dado o irmão que eu nunca tive.

Mas vem cá, só uma dúvida que jamais saiu da minha cabeça, você já escolheu?

***

Sim, escolhi,

(Ah, antes que eu me esqueça, aqui está o Facebook DELA.)

Anúncios

41 Respostas para “Queria ver deixar em branco hoje!

  1. Antes do meu comentario Oficial, quero só esclarecer uma coisa!…rsrsrsrs …Isso foi na 8º serie… onde tudo pode aconnteeceerrrrr!!!! kkkkkkkkkkkk… 2 amigos e uma mulher! haa!! que engraçado!!, kkkkkk… Outra observação: O Gabriel não era esse coitadinho e nem eu, o super encantado, tava mais p/ desencatado, desafinado etc! kkkkkkk

  2. Andre Ricardo Payjao

    Gostei muito muito da sua historia Gabriel, sem ironizar….. gostei muito da sua forma de descontraida de escrever…..Continue assim… ganho mais um leitor

    • André, bom dia!

      Fiquei muito feliz em ver seu comentário! e que bom que gostou dos textos…

      Sendo assim, espero te ver aqui novamente! – se ganhei mais um leitor .. hoje é dia de comemorar!

      kkk, abraços!

  3. kkkkk……muito legal Gabriel, não sei se é estranho eu dizer isso, porque o encantado hoje é o meu esposo, e a Lilica era uma grande amiga daquela época….então acho que lá no fundo ela já sabia que 7 anos depois eu casaria com o encantado….rsrsrrs…..

    • kkkkk….. Eu só me apaixonei por ela….porque ainda não havia te conhecido! Sua ausencia na minha vida me deixava desorientado e perdido, mas no momento em que tive o prazer de conhece-la de verdade, nada e ninguem era tão especial e importante para mim como vocé.
      7 anos depois iniciou a melhor parte da minha vida, e desse bolo eu ainda nem cheguei no recheio! Te amo Ariane M. Segantin…..
      haaaaa!!! hoje eu to bandido!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!!!

      • Thiago,

        Esse blog é exclusivo para declarações de amor entre eu e a Vanessa.

        Vou cobrar taxas por espaço cedido para momentos de amor.

        Mas que vc tá bandido.. ah, isso tá! kkkkkkk.

    • Nossa! verdade…

      Vocês eram amigas. Affffffff mundo minúsculo!

      É.. alguém iria se dar bem casando-se com o Encantado. Parabéns!

      rsrs.

  4. Rsrsrsrs … realmente a história é muito boa, e com certeza as Amizades de verdade nem se comparam as famosas Paixonites de Adolecente … E o melhor de tudo isso hoje em dia, vc e seu amigo podem lembrar juntos dessas historias e dar boas risadas e ter ótimas lembranças dessa fase da vida …
    Como sempre lendo seus Posts, e gostando muito.
    Abraços

    • Oi Camila!

      Nossa que bom ver você aqui mais uma vez…

      Sim, é verdade… nada substitui uma amizade quase que incondicional, não é verdade? O fato de podermos rir disso hoje, torna tudo MUITO mais impressionante…

      Muito obrigado mais uma vez pelo comentário 🙂

  5. Olha, qndo li o primeiro paragrafo, pensei, isso vai ter mttt haver comigo e pensei em vir dizer aki antes de ler o resto.
    Amizades tbm tive um parecido, o nome dela e Larissa, eu era o gordinho e nerd, que era apaixonado por ela, e ela nao sabia de minha existencia, ate hj me lembro do dia em que ela falou diretamente comigo, em toda minha vida isso ocorreu apenas uma vez; foi na feira de ciencias, ela era rockeira e eu tava indo nessa tbm, nao me arrependo, ela me perguntou se eu tinha um radio para colocar musica na sala, disse que nao, mas fui correndo em casa – Mãe, posso? – NÃO !! . discusao brava. eu segui ela te sua casa, peguei o endereço, pelo endereço descobri o numero do telefone, descobri o nome da mae, onde trabalhava, descobri o nome dela completo, onde ia. com quem ia. Ainda hoje sou expecialista em descobrir coisa dos outros.era louco por ela. Quem compartilhou isso comigo foi meu amigo, Irmão, Richard, ele sempre me apoiava nessas horas. meu coração palpitava qndo via ela. Fui pra recife e voltei, descobri q ela tava casada e com filho. MOTHER OF GOD !!! fui tc com ela no msn, ha eskeci de dizer, fiz um video pra ela qndo estva em recife, coloco no final. Qndo falei com ela esse ano, disse td q sentia, n sinto mais nada, e ela so riu. mantivemos uma amizade ate o dia em q eu disse: – Se precisar de qqer coisa estarei aqui. ela disse: – Eu nao preciso de vc. MALDITA NAO MACHUQUE MEUS SENTIMENTOS =[ . depois disso falei mts palavras feias, e exclui ela. um dia ela apareceu de novo, mas em outro msn dela. -Ha que devo a horra de ter a senhorita aqui ?
    — vc faz bruxaria pra aparece no meu msn? . hahaha. ela pediu apenas para excluir o video, eu disse que exclui. I LIED!! . mas blokekei ele, mas vou colocar aqui pra vcs verem como ela e linda. e depois pedipra Deus abencoar ela e sua familia e exclui ela do msn, hj n guardo rancor dela, percebi q eu que tava errado. e oque o Ricard tem haver com isso? nadam ele era o amigo q sempre tava ali ^^. de la pra ca, ja foram a Soraya, Ly, Marcinha, Suelen, Thayse, e a pior delas a Carla que o Gabriel sabe quem e ela!
    bem gostei de dividir isso com vc Gabriel, espero que continue e me surpreender com seus textos!!
    xau
    Fica Com Deus
    ha o video ta aki >>>

    • Haaa!!! kkkk ..Incrivél, na primeira frase do seu video eu pausei, fechei a janela do you tube, pronto! Basta! Foi o sulfiente, nada mostraria em uma frase tanta dor, tanta tristeza, tantos sonhos, tantas lagrimas, angustia, opressão, tanto desespero, tanta frustração, nossa! ficaria aqui horas incluindo adjetivos-(rs), a ultima palavra da frase foi como um libertar da furia do coração, do mais profundo interior , incrivél …. Foi incrivelmente engraçado!!…. Eu sei que não teve graça p/ vc na época, mas o tempo passa e tudo vira piada….assim a vida fica mais gostosa de se viver…

      Abração Diego… muito legal sua historia

      • Risos, foi isso que eu fiz aghora q vi o video e analisei, meu passado me condena T.T
        mas assim, eu amava mtt ela naquela epoca
        hj em dia eu so dou risadas das coisas que eu fiz por garotas, e ainda hj faço
        Exemplos>>
        Soraya – conheci no show do angra, eu rocker e la tbm, descobri que era bi-sexual
        Ly – conheci pelo msn, mt loka ela ,tem cabelo azul, e casada e tbm e bi-sexual
        Marcinha – gosta da mesma banda que eu, mora no Maranhão, logo ali na esquina
        Suelen – tbm gosta da msm banda q eu, tem ate uma tatoo. mora em SC
        Thayse – tbm mora em SC, mas destruiu meus sonhos qndo me disse que nao devemos amar quem mora longue de nos. Trágico
        hj em dia eu me dou bem com tds elas. mas acredito que ainda ha de aparecer alguem !!!

    • Diego,

      Sua história realmente é muito boa! e daria sim um post extremamente interessante!rs.

      Eu vi o video hoje vindo para o trabalho… é como o Thiago disse, na época deve ter doído que só, mas o importante é que uma hora a dor passa e vem só a risada. Uma risada saudável ainda.

      Confesso que me sensibilizei com a sua situacao, tive algumas parecidas, gostei de algumas meninas que até hoje não sabem da minha existência… acontece. Principalmente para nós que não somos nenhumm “Encantado!”

      rsrs.

      PS.: Era muito bonita sua pretendente, entendemos e nos sensibilizamos com a sua angústia! hahaha.

      • Agradeço por se comoverrem com minha dor lol
        fico feliz que n tenha sido apenas eu que tenha caido de amor por uma garota que ela nem sabe de sua existencia

        kkkkkk
        sim ela e mt linda

  6. Gabriel…

    Eu li a sinopse da próxima temporada de “Malhação”?

    Eu escolho voltar a escrever o que parei para ler este blog.

    Atenciosamente.
    Patrícia

  7. Quem vai voar de asa delta aqui no RJ:

    Gabriel ( )

    Vanessa ( )

    Gabriel e Vanessa ( )

    N.D.A — medo ( )

    • euuuuu!!!!!! kkkk

    • Nossa!

      Eu adoraria, mas isso não custa tipo uns 500 mil reais o salto?

      rs. – você já voou?

      • Já voei duas vezes em 2009. MA-RA-VI-LHO-SO!

        Não é isso tudo não, tá em baixa temporada. Minha amiga tem um amigo que é instrutor de lá, então voei com ele, até porque sei que ele cuida da asa, é muito atencioso com segurança e tal, aí fui. Se tiver por aki e for querer mesmo tem que avisar para poder agendar com ele, porque cada instrutor só pode fazer 4 voos por dia e esse cara é muito requisitado por estar há quase 20 anos nisso.
        Sim, a gente para para ele se divertir…rsrs

  8. Bom… antes de mais nada: valeu Gabriel pela trolagem! Fui TROLADA num blog sério, quem imaginaria isso, rsrsrs. Mas como na vida tudo é imprevisível, Gabriel me mostrou que o humor pode estar em qualquer lugar. Gostei da brincadeira.
    Em relação ao texto, parabéns mais uma vez. Adorei, e… viajei no tempo lendo, fui parar na minha época de 8ª série, bons tempos aqueles. Por coincidência, hoje fui aplicar a prova do PAEBES ( Programa de Avaliação Básica do Espírito Santo) e estive em contato com alunos do 9º ano do Ensino Fundamental e 3º ano do ensino médio, ou seja, AQUELA idade! Nossa, os tempos mudaram, as tecnologias avançaram, até a nomenclatura dos cursos mudou, mas… os adolescentes continuam os mesmo. Podem ter certeza disso. Eles possuem a mesma malícia misturada com a inocência da nossa época (bom… considerando que nossa época, minha e sua Gabriel, seja a mesma, kkkkkk). Enfim, foi muito boa essa “viagem” no tempo! Me fez ter boas recordações…

    • Hahaha,

      Drika, primeiro, não acredito que você caiu! – trolada no meu blog.. hahah, adorei fazer isso!rs.

      Bem, pelo que eu entendi, você é professora, é isso?

      Se sim, nossa, você realmente deve estar em contato com a galera que eu mencionei no texto exatamente agora.

      Acredito que a diferença do nosso ensino médio para o ensino médio de agora.. é que as festas que eu falei.. devem ter ficado muito mais intensas rs, se é que você me entende.

      Talvez o equilibrio MALÍCIA-INOCÊNCIA esteja se perdendo….

      Fico muito feliz que você tenha se sentado na frente do computador, aberto o Blog e viajado no tempo… foi exatamente o que eu pretendia com o texto.

      Recordar é viver! – clichê, mas verdade.

      • Gabriel, na verdade não professora… ainda! Faço faculdade de Pedagogia mas trabalho no setor administrativo da Secretaria Municipal de Educação. Sendo assim, fui gentilmente convidada a aplicar as avaliações do PAEBES e adorei estar em contato com a “molecada”, foi bem bacana. Termino minha missão hoje à noite, com as turmas noturnas do Ensino Médio. Pretendo sim exercer a profissão, mas não de professora e sim de pedagoga.
        Bem… em relação a trolagem, você realmente me pegou nessa mas um dia irei as forras, rsrsrs… me aguarde!

  9. kkkkkkkkkk
    Acho que conheço bem os personagens dessa historia…..
    E tambem sei quem é a lilica ripilica.posso conta……….ta só zueira…
    Bons tempos…
    Muito massa sua historia. Meu amigo.

    • Algo me diz que este texto de hoje vai terminar em muita fofoc,digo, descoberta para eu saber…rsrsrsrs

      Ronnie, conte a sua versão da história. Vc. que esteve “do lado de fora”, conte para nós o que vc. sabe…rs

      • Olha a Patricia querendo arrancar informações!

        Dúvida: Você não disse que iria voltar a ler o que estava lendo quando parou para ler este texto?

        Não aguentou e voltou pra cá né!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

        Kkkkkkkkkkkkkkkk

      • Blz vo conta minha versão da historia..
        Com nomes e tudo mais……..kkkkkkk

        Até parece em…..
        Quem sabe numa outra hora…
        Vo conta so metade da historia igual o gabriel conto….
        Dessa historia ai sai muito mais viu…
        Se duvida sai até um livro…

        A sim tem uma coisa…o dia que ele foi liga pra ela pra marca de i na casa dela..era eu quem estava com ele…procuramos um orelhão mais longe e num horário que não tinha muitos carros, pra ela não ve q nois tava ligando do orelhão….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

        Esse cabeça é muito mala……

    • Ahhhhh Ronnie, você conhece. Você conhece MUUUUUUUUUITO bem os personagens dessa história!

      Eu me lembro de ficar HORAS falando pra você da tal da dita-cuja. E você pacientemente me ouvia – fazendo rios de brincadeiras e zoando com a minha cara – mas tudo bem!rs.

      De fato, naquela época, chego a dizer que você era meu amigo mais PROXIMO. Estávamos 24h por dia juntos…

      Passei em frente da sua casa ontem… bateu aquela saudade.

      Fiquei muito feliz em te ver aqui… por favor, volte! kkk.

      Forte Abraço,

      • Eu resolvi as coisas sérias que tinha que resolver e voltei…rs

      • Pô meu brother..vc num sabe a saudade que tenho daquela época…
        E mais fi daquele teatro….nem me fala…
        Minha casa ali no santo andre, vei nem me fala….
        aprontamo demais….kkkkk

  10. Bruno Alisson Freire Pedrosa

    … E lá fui eu, todo empolgado, numa curiosidade EXTREMA para ver a tal dita-cuja… “(Ah, antes que eu me esqueça, aqui está o Facebook DELA.)” Feito um leão faminto, sem desconfiar da armadilha, acabei caindo… kkkkkkkkkkkk!! Mas que história, hein? Saborosa de apreciar, viu, Gabriel? Interessante, sim. Humor excelente. Acho que nem preciso ficar falando isso, porque todo mundo já sabe do seu arsenal de ferramentas que enriquecem de forma peculiar cada texto seu! Parabéns… Ah, e que produto maravilhoso foi gerado dessa “operação triângulo”, hein?! AMIZADE. Algo extremamente fundamental para qualquer ser… Uma dádiva do Super-PAI. É muito bom poder encontrar alguém que podemos contar, DE VERDADE, num momento chamado SEMPRE! Ou até mesmo nos momentos em que “fique na esquina esperando…” e torcendo ao mesmo tempo pela sua felicidade! Isso é inexplicavelmente FANTÁSTICO… Parabéns pelo texto e que sua AMIZADE dure até que a morte os separe… Ops! Até enquanto existir eternidade (bem melhor assim, né?), amém… Hahaha!

    Abraços, see you soon!

    Bruno Freire Pedrosa.

    • “..feito um leão faminto, sem desconfiar da armadilha…” – as parábolas e metáforas dos seus comentários são as melhores Bruno! hahaha.

      “…AMIZADE. Algo extremamente fundamental para qualquer ser… Uma dádiva do Super-PAI…” – com esta frase você me deu a plena certeza de que entendeu exatamente a mensagem que quis passar com o texto.

      Mais uma vez seu comentário foi muito bem arquitetado Bruno, por falar nisso, estava falando com o próprio Thiago sobre seu comentário… e seu blog quando sai?

      Forte abraço,

      • Bruno Alisson Freire Pedrosa

        Hahahahaha, Gabriel! Sou o rei das metáforas, né?! Um dia vão dizer que sou chato por criar tantas aqui na minha casinha! Tá vendo? Mais metáforas… Hahahahaha! De qualquer forma, obrigado por elogiar as minhas garotas… Elas são legais, minhas meninas metáforas. Confesso que elas ficarão em estado de alegria ao ver que você as elogiou, afinal de contas elas também adoram elogios. Haha!

        Well, sua mensagem é muito boa e clara… demonstra a pura AMIZADE… melhor… a PURA essência da AMIZADE.

        Bem arquitetado… Obrigado. Falou para o Thiago? O que ele disse? Momento CURIOSIDADE gritante… Haha! Ah, e o blog… não sei… Ele faz parte dos meus planos, sim, mas só porque algumas pessoas vivem falando para eu fazer… Pretendo dar vida ao mesmo assim que puder! Acho que vai demorar um pouco. Enfim, vamos ver o que Deus me reserva!

        Obrigado por responder o meu comentário!

        Fica com Deus, abraços!

  11. Comentário Oficial.

    Pessoal atenção um momento! O AMOR está entrando no ar: Esperem! Uma ajeitada aqui no cabelo, arruma a gola da camisa, olhar de gatinho, vento para balançar meus cabelos, sorrizinho de canto, cavalo branco posicionado. Atenção! Cena 1, gravando!

    Oi! Eu sou o Encantado, isso mesmo! Mas na versão do bem, meu melhor amigo é o Bob Esponja, qual é o problema de eu ser amigo do Bob Esponja? O autor do comentário sou eu!
    Como estava dizendo, existia uma princesa e ela estava presa na torre do castelo, protegida por um lago de fogo e um dragão acorrentado, ok! Organizando as informações:

    – Uma princesa – Ok
    – Um castelo – Ok
    – Uma missão – Ok
    – Um dragão – Ok
    – Dois heróis – Opa! Opa! Opa! Espera aí! Dois heróis? E quem vai ficar com a princesa no final?

    Bom, resumindo, a princesa não gostou muito do processo seletivo, nem dos candidatos que estavam dispostos a preencher a vaga para salvá-la do castelo, então ela preferiu ficar na torre e continuou divulgando a vaga! Abrindo parênteses (Eu odeioooo princesas que preferem a torre do castelo – e fazem os heróis de bobos), ok! DESABAFEI ! UFA!

    Ela fez isso porque ela não sabe o que é estar na pele de um herói. O herói tem que ter atitude, tem que passar por desafios, atravessar o lago de fogo, matar o dragão e finalmente salvar a princesa. Agora você imagina a frustração do herói, quando ele, todo suado, com o coração a 162 batidas por minuto, após ter matado todos os dragões, estar no momento do ápice da sua vida, chegar finalmente na torre, no quarto da princesa, olhar para ela, estender a mão com um sorriso encantador, com sua melhor roupa e voz e dizer: “Vim te salvar princesa!”, “Então meu querido…”, ela responde: (ajustando a voz de desprezo- prontinho?)

    “Eu me recuso ser salva por você! Por você e por aquele que está na esquina sobre seu cavalo branco. Eu prefiro ficar aqui e esperar candidatos que se encaixem dentro da minha perspectiva!” – AFFFFFFF.

    Sabe princesa, como o vídeo que o DIEGO postou diz na primeira frase: você sabe o que é …. o que é… o que é… FOGO? É passar por tudo isso, chegar até aqui, e ver você rasgando o perfil do facebook do Bob Esponja, é ver a desumanidade de simplesmente ter ignorado o fato de que existiam dois heróis na sua historia, e você nem sequer foi simpática!

    Ainda bem que 7 anos depois, salvei uma princesa à minha altura, mais exatos 1,75 e meu amigo Bob Esponja… bem, quase à altura, apesar de ela ter 1,50 eu considero 1,60 por admirar sua atividade profissional!!!

    Nessa jornada somente um poderia subir a torre e estender as mãos para princesa, e eu como um fiel amigo escudeiro. SIM! Ajudei o Bob Esponja a matar os dragões, encorajei-o a subir até a torre e depois emprestei meu ombro amigo para o seu derramamento de lágrimas no mar da frustração.

    P.S.: Mas aí você se pergunta, esse cenário não é do filme do SHEREK??? E ninguém nem falou dele aqui….

    Não! Ele é a TERCEIRA PESSOA dessa historia – aquela que provavelmente apareceu na vida da princesa 2 meses depois do acontecido.

    The end!

    OBS: Obrigado Bob Esponja por você ser esse amigo tão especial, Parabéns pelo post e pelo humor nosso de cada dia!

    • Bom vamos lá para outro post…! rs.

      Eu confesso que as vezes não concordo com seu método. Qual método? o de esperar todo mundo comentar para ser o último. Por que? Porque você corre o risco de ser repetitivo, chato, de falar TUUUUUUDO novamente (mesmo fazendo parte da história dessa vez).

      No entanto, confesso também que fui supreendido pelo tal comentário. Seu comentário foi DIFERENTE, DINÂMICO, ENGRAÇADO e acima de tudo, PESSOAL. Você contou a mesma história, só que do seu ponto de vista e do seu jeito, um jeito que eu não havia pensado.

      A grande sacada foi contar a história com dragões, princesas, heróis, torres e muito bom humor!

      “P.S.: Mas aí você se pergunta, esse cenário não é do filme do SHEREK??? E ninguém nem falou dele aqui….

      Não! Ele é a TERCEIRA PESSOA dessa historia – aquela que provavelmente apareceu na vida da princesa 2 meses depois do acontecido.” – Ahhhhhhh essa sacadinha foi boa!!!!!! hahah.

      Nessa parte….

      “Eu me recuso ser salva por você! Por você e por aquele que está na esquina sobre seu cavalo branco. Eu prefiro ficar aqui e esperar candidatos que se encaixem dentro da minha perspectiva!” – AFFFFFFF.”

      Eu consegui imaginar do funnndo da minha alma a princesa dizendo exatamente essas palavras kkkkkkkkk. Foi triste… mas muito engraçado! kkkk.

      Ah, e não vamos esquecer da ajeitada de cabelo logo no inicio.. fazendo justiça a sua fama de Encantado! – odeio seu cabelo liso e perfeito! tomara que caia tudo ! hahahaha.

      Ótimo comentário, ótima perspectiva da história… Parabéns Encantado.

  12. Pingback: Querido Eu: Uma carta para mim aos 16 Anos | Gabriel-Santos.com

  13. Muitos jovens tiveram historias similares a esta, eu também. Tive muitas paixonites, hoje não estou ligando pra ninguém. Na 7ª serie eu e um amigo tbm gostamos da mesma menina, fizemos algo parecido, na biblioteca colocamos nossos nomes, o meu Vinicius e o do meu amigo Matheus e pedimos para ela escolher, ela escolheu os dois, no fim da enrolação eu que dei uns beijinhos nela, porem apesar de eu ser um ano mais velho que ela, ela era muito mais atacada que eu, muito mais mesmo, ai pulei fora, eu era uma criança, queria apenas esta junto e da uns beijinhos, já ela queria algo mais, hoje ela é dançarina de pagode, fica exibindo seu corpo pra aparecer e ganhar uns trocados, até me arrependo de ter gostado dela, mas aconteceu neh. Naquela época não ligava para o conteúdo apenas para aparência.

    • Vinicius, obrigado por mais este comentário! 🙂

      Pois é, todos nós tivemos umas paixaozinha compartilhada. Você ainda conseguiu dar uns beijinhos.. eu era tonto demais pra essas coisas carnais! kkk.

      Que bom que pulou fora, hoje também penso assim de acordo com alguns acontecimentos da minha vida… “ufaaaaaa, que bom que escapei dessa!”.

      Obrigado por compartilhar mais esta história… muito bacana!

  14. Pingback: Melhores Posts e Comentaristas de 2011 | Gabriel-Santos.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s