Buenos Aires: Você está fazendo isso errado.

AVISO AOS NAVEGANTES DESTE CALHAMBEQUE:

Isto, não era para ser uma nova publicação aqui.

Como dizem os branquelas americanos que se acham donos do mundo: making a long story short – tenho um casal de tios que estão indo para Buenos Aires pela primeira vez. Como eu já estive duas vezes naquele pedaço de Europa cravado na América Latina – uma com minha então noiva e outra voando solo – Resolvi colocar tudo o que aprendi num papel para tornar a jornada deles interessante e menos árdua do que a minha. Para minha supresa, ficou tão interessante, que decidi compartilha-lo com vocês para caso decidam visitar o Maradona também, ou pelo menos o túmulo dele se não der tempo.

Da primeira vez eu fui com um amigo. Erramos. Erramos em tudo o que se podia errar, desde a escolha da agência até o controle do dinheiro lá. Fomos para passar o Reveillón com U$150 dólares cada. Antes da viagem, fui num shopping  qualquer ainda no Brasil para trocar meus lindos reais por dólares. Enorme erro: a cotação do peso lá na argentina é imensamente menor. Espremer U$150 em 3 dias foi quase impossível, comida era só no McDonalds. Num determinado momento, nos esquecemos de algo importantíssimo: NUNCA use o telefone no quarto do Hotel. Devido a uma divergência de comunicação (minha única frase fluente em espanhol na época era: Sí pero no mucho), entendemos errado a forma de cobrança dos minutos gastos nas ligações.

Ao fazer o check-out, descobrimos que o valor da conta telefônica estava em 70 Pesos. Nós tínhamos 30 pesos (tudo o que sobrara dos nossos U$300 dólares somados).

 – E agora? – Dizia meu amigo surtando. – Eles vão chamar a polícia!

Tentamos lavar os pratos do restaurante para pagar a conta, impossível, o restaurante não pertencia ao hotel. Cartão de crédito internacional? Que isso, eu era só uma criança. Lembramo-nos que lá havia Itaú e fomos até um caixa eletrônico. Tentamos abrir a porta com o nosso cartão do brasil – abriu! – Com um sorriso inegável e uma animação angustiante, adentramos o caixa e tentamos efetuar o saque: sem sucesso. Tristes e com o rabo entre as pernas voltamos para o hotel na esperança de acharmos uns pesos na calçada.

Bem, pagamos a conta e não fomos presos. Como o fizemos? isto não vou revelar, é meio constrangedor, então só vou aguçar vossas curiosidades – podem chutar a vontade nos comentários. Mas o que posso lhes afirmar, é que nos eximiu de quaisquer atividades sexuais ou pior… homossexuais!

Dica: evite tentar atravessar paredes de vidro nos restaurantes de Buenos Aires vestindo uma camisa do Brasil, todos vão olhar e dizer: “mira! el brasileño burro!” – Eu e meu amigo Lamari logo abaixo (credo! como eu era magrelinho e feinho!):

Bem, minha segunda vez em Buenos Aires teve alguns erros corrigidos: Melhorei a agência, levei mais dinheiro, me preparei melhor. A viagem foi um sucesso.

Vanessa e eu éramos namorados, eu queria pedir sua mão em casamento. Então pensei: Levá-la num restaurante legal? Hum, não. Já sei, levá-la numa viagem supresa a Buenos Aires!? – sim!

Planejei, arquitetei, negociei, sozinho. No dia, disse-a que iríamos viajar para um lugar perto. De repente, adentramos o aeroporto e estávamos fazendo check-in para Buenos Aires. Chegando lá, pedi sua mão em pleno Puerto Madero.

Colho os frutos desta supresa até hoje, na época fui eleito o namorado do ano pela revista Caras – Tá bom, não foi pela revista Caras, mas por todas suas amigas!

Aí então, consegui finalmente aproveitar os prazeres de Buenos Aires:

A cidade é divida em bairros, os principais são: Puerto Madero (Ótimos e extremamente românticos restaurantes à beira do cais), La Boca (bairro típico onde fica localizado o estádio do Boca Juniors, uma ótima opção de turismo e restaurantes animadíssimos com mesas na rua e Tango ao vivo na calçada), Palermo (Bairro noturno, mais voltado para jovens), Recoleta (ótimos bares e restaurantes – eu indico o Locos por el Fútbol – um restaurante com tema de Futebol. Além do mais, o túmulo da Evita Perón está aqui).

Dinheiro: Nunca compre peso argentino no Brasil. Compre o suficiente para sair do Aeroporto de EZEIZA e chegar até alguma casa de câmbio. Uma das melhores: Cambio América S.A. Fica na Calle Sarmiento 501 (esquina com San Martin). Economizamos R$800 reais só com a diferença de cambio do Brasil. Pessoas irão lhe oferecer dinheiro logo na saída do aeroporto, mas este dinheiro não é legal e você não terá nenhum tipo de nota sobre ele.

Transporte: Táxi, faça como a Angélica e sempre vá de táxi. Se você acha que ônibus no brasil é ruim espere até conhecer os de Buenos Aires. Além do mais, táxi lá é super barato.

Restaurantes: Os melhores se encontram em Puerto Madero. Uma ótima opção é o Siga La Vaca – preço acessível e um delicioso Bife de Chorizo. Vale a pena tirar um dia para almoçar no bairro La Boca também, muito menos chique, porém muito mais típico e aconchegante – escolha algum lugar com show de Tango durante o almoço.

Lugares que você não pode deixar de conhecer: Casa Rosada (a Casa Branca da Argentina). Obelisco, Caminito, Estádio do Boca Juniors, Túmulo da Evita Perón, Floralis Generica (uma flor mecânica que se abre durante o dia e fecha durante a noite).

E por mais que você faça tudo errado (como eu fiz da primeira vez), Buenos Aires ainda assim encanta, emociona e apaixona – veja bem, eu disse Buenos Aires, não os argentinos!

Como diz um amigo: “O único defeito da Argentina são os Argentinos!”.

P.S.: Estou brincando, tenho amigos lá e são maravilhosos.

P.S.2.: Se você voar de Aerolíneas Argentinas contrate um bom seguro de vida primeiro!

Anúncios

17 Respostas para “Buenos Aires: Você está fazendo isso errado.

  1. Valeu Gabriel, obrigada pelas dicas! Em relação a de que forma vc pagou a conta do hotel… hum, prefiro não palpitar.

  2. Bruno Alisson Freire Pedrosa

    Siga La Vaca?! Soa estranho para nós brasileiros… O que iríamos comer? Capim! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk! Brincadeira, SuperWriter! Hahaha!! Ei, muito irado, meu! Que aventura! Hahaha! O melhor de tudo é que em qualquer lugar que você chegar não irá faltar assuntos, muito menos gargalhadas e olhos atentos para todas as suas aventuras! Hahahaha! Quero sair pelo mundo fazendo isso também… Coletando o que me for possível… o que me for de melhor! E, claro, enriquecer o meu arsenal de “experiências vividas”… Sair guardando no bolso todas as memórias que, com certeza, me farão sorrir (pelo menos) após lembrar o que acabei vivenciando! Que você possa degustar muitos pratos de diversos restaurantes desse mundão bãoooo de Deus, sôr! E que possa sempre trazer suas lembranças para cá! Isso estimula a querer viver isso um dia… Chegarei lá! Tô na fila de espera construindo meu jatinho, já já chego no check-in! =P

    Fique com Deus…

    C U, Buddy! Hahahaha! (Copiei!)

    • Siga la vaca! haha verdade Bruno kkkkk. Imagina Bruno, acho minha vida tão sem graça.. até meu nome é sem graça: Gabriel dos Santos, só! consequentemente o nome do meu blog também é sem graça: gabriel-santos, só! – hehehe.

      Veja bem, ter O QUE contar… não significa nada se você nao tem ninguém pra LEMBRAR com o que o que aconteceu ou se você nao tem NINGUEM pra contar O QUE aconteceu.

      E nessas horas que vocês entram e fazem toda a diferença.

      Tenho certeza que você conhecerá o mundo todo ainda com essa sua humildade e sabedoria!

      Abraço,

      • Bruno Alisson Freire Pedrosa

        Ah, tá bom! Seu nome é sem graça?! Que coisa, mas só existe UM Gabriel dos Santos como você! Entende? E isso te faz O Gabriel dos Santos… Hahaha! No one’s like u! Nome é besteira… Serve só pra não chamarem todos de “Ei, Zé!”… Você queria o quê? Que seu nome tivesse letras como K, LL, Y, NN, H no final? Seria muito enfeitado… Ah, sua vida tem graça sim! Putz, você já vivenciou coisas legais… aventuras boas! =P Qual o outro Gabriel dos Santos que tem o dom de escrever bem como você? Opa, tenho certeza que nenhum… Qual o outro Gabriel dos Santos que tem como esposa a Vanessa e que juntos constituem um EXEMPLO de casal que raramente encontramos no tal Sr. século XXI? Ah, Gabriel… Shiuuuuuuuuu, vai! Hahahahaha!

        Acho que já te disse que meu sonho “material” é poder viajar pelo mundão afora! Hahaha! Humildade… busco aprimorá-la todos os dias. Sabedoria? Ah, essa parte deixa que o Super-PAI possa lapidar… Talvez nem tenha tanta! =D

        See u soon!

        Bruno Freire Pedrosa.

  3. Como pagaram a conta?

    1- pediram esmola ?

    2- pediram esmola na rua dizendo que foram assaltados?

    3- alguém no Brasil depositou o dinheiro para o hotel?

    4- Fizeram alguma dancinha e depois passaram o chapéu para levantar a grana?

    • Hahahahahah

      Mais uma vez seus comentários me fazem Rir a milhão…

      Item 1: não… pedir esmola assim sem mais nem menos… não tem graça.
      Item 2: Boa desculpa para pedir esmola.. conheço várias pessoas que já fizeram isso. – mas não, nao foi.
      Item 3: MEU DEUS DO CÉU, COMO EU NÃO PENSEI NISSO?
      Item 4: Hum.. sou um péssimo dançarino, eles iriam me apedrejar.

      Item EXTRA: sabe o q eu poderia ter feito na posição de brasileiro? – propor ensiná-los a jogar futebol como o Pelé para eles tirarem de vez aquele Maradona da cabeça!

  4. Semáfaro? Tem certeza que não houve prostituição jovem?..rsrsrs

  5. Eita que eu vou para a Argentina em Maio desse ano… já vou colher dicas desse post, com certeza… agora, sobre como pagaram o hotel:

    1) Donos do hotel juntaram outros 50 argentinos e vestiram vocês de argentinos para zuar e filmar (procurando no youtube)…

    2) Donos do hotel juntaram outros 50 argentinos e fizeram você e seu amigo dançar tango e filmar (procurando no youtube)…

    3) Donos de hotel pediram para você escrever esse post quando seu blog estivesse bombando…

    • Aeeee … vai mesmo pq vale a pena!

      Item 1: Hahahahah como eu queria q isso tivesse acontecido, hoje eu seria uma celebridade devido a tantos acessos no youtube, teria ido ao programa da Marcia (igual o Pedro do CHIPE – DEVOLVE MEU CHIPEEEEEEEEE PEDROOOOOOOOOOO) e teria saído dessa mesmice de vida!

      Item 2: Mesma reação do Item 1.

      Item 3: G-E-N-I-A-L! – Hahahah mas tem dois problemas aqui, eu ainda não mencionei o nome do Hotel (Savoy Hotel – pronto agora mencionei) o que descaracterizaria o marketing p/ eles. E este blog está mais para uma bombinha traque do que bomba ainda hahahaha.

      Valeu meu querido!

  6. Finlandia, um dia quero conhece la de perto, mas qm sabe neh, visitar a argentina ^^,
    felicidades amigo
    Fica Com Deus

    • Finlandia..

      Ouço dizer que é um ótimo lugar para se viver, se eu não me engano, o melhor lugar para se viver no planeta segundo pesquisas.
      Um dia você irá compartilhar conosco aqui suas experiências na Finlandia.

      Abraço,

  7. Afinal, como pagou a conta????????????????????

  8. Ola gabriel. mesmo nao desejando muito ir lá, li o post. e digo que brasileiro burro é a vossa mamita senor maradona. No momento estou em minha missao CALEBE (mais informaçoes, google), nao entrarei na net ate dia 28. abraçao

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s