Eu quero que vocês MORRAM.

…porque no fundo, no fundo, eu quero mesmo é que vocês todos morram

Este texto não foi feito para ser bonitinho, não foi feito para ser engraçado, não foi feito para fazer chorar, não. Este texto não terá piadinhas, sacadinhas ou muito menos criatividade literária. Este texto será assim, seco, duro, nu e cru. Assim como a verdade a cerca do que será tratado por ele. Tenho consciência de que este texto será como granada lançada por um cego: Você tenta mirar em um ou dois, acerta um monte e os alvos nunca ficarão sabendo da explosão. Deste modo, adianto-me no pedido de perdão aos que NÃO são o alvo desta granada. Aos outros, no entanto, por favor, abracem-na e permitam com que ela exploda em vossos colos, para quem sabe então, os vossos corações voltem ao local de origem. Vocês que estão apanhando inocentemente, tenham em mente que pra que outros possam viver, vale a pena você apanhar.

Uma vez, existiu um sábio profeta – agora se preparem porque isso é um tanto paradoxal – o livro que este escreveu é o mais vendido hoje em qualquer livraria, em contra-partida, poucos são os que se lembram quem foi este profeta, tampouco se lembram do que ele ensinou. Hoje, você aprenderá sobre ele e sobre o que ele tentou ensinar.

Há dois meses atrás me deparei com um desafio. Sim, um daqueles que a gente nem cogita a possibilidade de entrar de cabeça. Um amigo perdeu tudo, tudo. Ele perdeu esposa, carro, casa, emprego. Como sua mãe o abandonou perto dos 2 anos de idade, podemos dizer que ele também perdeu sua mãe. Ele tentou se reerguer, mas não conseguiu. Tentou novamente, não foi possível. Tentou mais uma vez, mas o mundo fechou as portas novamente. Ele tentou, tentou e tentou, até que o último centavo foi se esvaindo dos seus bolsos. Junto com este último centavo, evaporava-se também sua dignidade. Um dia, me encontrei com ele e seu último centavo havia acabado. Acabou assim, sem mais nem menos. A gente nunca acredita que o último centavo pode acabar, mas ele me provou que pode, ele nos provou que pode. Um homem que possui Deus no coração tem tudo, mas ele não tinha esse Deus, não nesse momento, então ele não tinha nada. Ele perdeu mais do que Jó – Jó não perdeu tudo, restou-lhe o coração cheio de Deus.

Nos encontramos. Ele pediu ajuda, quem sabe um mês de pensão em algum lugar por aí. Não foi possível. Não foi possível vê-lo naquela situação e jogá-lo em qualquer pensão por aí, lavando assim as minhas mãos como Pilatos fez na escolha entre Jesus ou Barrabás. Não. Existem momentos em que palavras não adiantam, palavras não são NADA. Existem momentos em que você precisa passar por cima de você mesmo. Você precisa passar por cima do seu orgulho, dos seus medos, da sua esposa se for preciso, você precisa passar por cima de tudo e de todos. Dei uma profunda respirada, e o convidei para morar comigo até que sua vida se reestabelecesse.

Quando ele entrou na minha casa, sua vida estava em pedaços. No entanto, o que ninguém sabia era que iria piorar, e muito. Antes disso, ele conseguiu um emprego, uma nova perspectiva de vida. Alguns ficaram felizes com a notícia, outros fingiram que se importavam e outros nem ligaram. A questão é que, nós nunca sabemos as ferramentas que Deus irá usar para nos colocar novamente nos Seus caminhos. Ele então trabalhou por 1 mês, já morando em casa. Quando de repente, a árvore de sua vida foi chacoalhada novamente, mas desta vez, de uma maneira tão forte que tudo o que havia de ruim lá pendurado caiu pelo chão.

Ele novamente perdeu o emprego. Mais uma vez tudo deu tudo errado. E desta vez foi tão grave que até policia foi envolvida. Ele era culpado? Sim e Não. Sim pois real e infelizmente errou, não, pois era inocente. A policia foi envolvida erroneamente.

A questão é que, ao balançar da árvore ele mais uma vez perdeu o rumo e a direção. Sua vida não fez mais sentido novamente, a tempestade se fez mais forte do que a rocha em que ele havia construído sua casa e ele afundou. Ele se afogou, de fato, ele TENTOU se afogar, por conta própria. Ele, voluntariamente, tentou se afogar. Literal e dolorosamente ele tentou o que Judas conseguiu. E eu, bem, eu que achei que estava sendo provado no momento que o coloquei dentro da minha casa para ajudá-lo, até aquele ponto ainda não sabia o que era ajudar.

E agora? – me perguntava.

Eu escolhi acreditar ao invés de duvidar. Escolhi ajudar ao invés de criticar. Escolhi correr o risco, assumir a responsabilidade e não sabonetá-la. Ele? ele escolheu acreditar mesmo durante a tempestade, escolheu erguer suas mãos no meio do temporal, escolheu entender que Deus será sempre Deus não importava onde ele estivesse ou quem ele era. Ele escolheu acreditar mesmo com a figueira completamente seca e sem frutos.

Desde então, nós ORAMOS, nós CHORAMOS, nós RIMOS, nós NOS DESANIMAMOS, nós nos ANIMAMOS. Nós pedimos AJUDA, fomos ajudados, tivemos o pedido de ajuda ignorado. Fomos acreditados e fomos desacreditados. Mas a manchete desta história é que hoje, ele conseguiu um NOVO emprego, e muito melhor do que aquele que perdeu quando sua árvore foi balançada. Com uma diferença, hoje, Deus pode estar nesta árvore com ele, pois todos os frutos ruins caíram naquela ocasião – o que me leva a, humanamente, tentar encontrar um motivo para tal balançar.

Hoje, pouco mais de 2 meses do dia em que ele chegou em casa, levei-o até sua nova casa – provisória, mas ainda assim um novo lar. Minha esposa e eu adentramos aquele lugar já com lágrimas nos olhos, e não com um sentimento de missão cumprida, pois nossa missão NUNCA estará cumprida, mas sim com um sentimento de contentamento. Felizes, não por tudo o que nós fizemos por ele, mas por TUDO o que ELE fez por nós. Pela maneira com que ELE foi usado por Deus para mudar algo DENTRO de nós.

O sábio profeta que mencionei no inicio foi Jesus de Nazaré, e sua principal lição ou recomendação: ele só pediu que nós amassemos uns aos outros.

Meu amigo teve muitas portas fechadas frente ao seu rosto em lágrimas. Fechadas por pessoas próximas, por pessoas distantes, por pessoas que jamais imaginaríamos que o fizessem. Eu aprendi com tudo isso que é da natureza do ser humano fechar estas portas – eu me senti tentado a fechá-las tantas e tantas vezes nestes 2 meses. Nós temos medo de nos envolvermos, de ganharmos responsabilidades, de atendermos o telefone, de acreditarmos. As pessoas desligam o telefone achando que você vai pedir dinheiro ou lugar pra morar, quando na verdade a única coisa que você precisa é de um: “Ô, meu querido, me diz, como você tá?”. As pessoas fazem de tudo, MENOS o que Jesus recomendou.

Aprendi que boa oratória e inteligência não significam NADA se você não ama.

Por isso, eu quero que todos vocês morram. Porque para que outros possam viver, vale a pena morrer, vale a pena chorar, vale a pena sofrer. Não deixe de morrer por quem você ama, do contrário este amor ainda não haverá encontrado sua verdadeira essência.

Tenho total consciência de que a benção de fazer algo bom é totalmente perdida quando você exige reconhecimento por aquilo que fez. Eu não quero este reconhecimento, eu rejeito-o, não quero devolta o dinheiro ou o tempo que gastei tentando ajudá-lo. O único sentimento que não sai de dentro de mim agora, é que eu somente fiz tudo isso pois ele era MEU AMIGO. Eu SÓ fiz tudo isso, pois ele JÁ ERA MEU AMIGO.

O que eu faria se ele fosse um desconhecido para mim?

Anúncios

41 Respostas para “Eu quero que vocês MORRAM.

  1. cara.
    pessoas como vc fazem falta no mundo.
    sao uma minoriaaa
    Desejo a voce caro amigo, mt felicidade
    Fica Com Deus !!

    • Diego, muito obrigado pelas palavras…

      Eu sou tão torto.. mas tão torto.. que fico até sem graça de ouvir isso…

      Mas muito.. muito obrigado mesmo. Desejo muita felicidade pra você também…

      Abraço,

  2. Bruno Alisson Freire Pedrosa

    Olá, mundo! Good afternoon, SuperWriter.

    Aqui vou eu!

    Então, primeiro tenho que concordar com o Diego aqui em cima… Viveríamos num mundo muito melhor se neste habitassem mais pessoas como você. Isso é muito mais que louvável! Que atitude! Como seria bom se as pessoas realmente conhecessem o profeta citado no texto. A maioria das pessoas costumam dizer que o conhece! Mas, confirmo, é tudo da boca pra fora. Acho que uma das melhores formas, senão a melhor, de demonstrar que existe um contato com Ele, é fazer com que suas palavras (“Eu conheço Jesus e O amo”) sejam refletidas em ações no dia a dia. Eu costumo parar, sentar em qualquer lugar (até mesmo no chão), olho pra um canto significativo, que me faça viajar… Reflito. A pergunta mais frequente que me vem à cabeça é: “Que mundo é esse que vivemos e a que ponto chegamos?”. Parece que nessa fábrica capitalista, insensata e descompensada, são fabricados apenas seres que estão apenas em busca do “prazer do momento”… e para isso, não querem saber como anda o outro… se na chuva, ele tem um guarda-chuva. Egoístas, egocêntricas… ego, ego, ego… Por que não dão doses diárias aos seus egos, alimentando-os com o prazer de gerar APENAS uma gentileza? Parece difícil para os estranhos habitantes deste planeta que banalizam sentimentos como amizade, solidariedade, que só pensam em proporcionar a felicidade alheia se houver coisas ilícitas… E o amor? Ahh, onde foi parar esse tal… tal… como é o nome mesmo? Amor, né? Bom, parece que nos carros, ônibus, bagageiros de bicicletas, sacolas de compras, que seja, não há espaço para ele… Como um cão sem dono, ele é expulso de onde quer que esteja… pobre amor! Um sentimento tão maravilhoso, raro, capaz de temperar qualquer sorriso, qualquer abraço… Qualquer dia que seja… E sim!!!!! Poderia ser o tempero da comunhão entre os habitantes estranhos desse planeta… Poderia ser a maior amigo da solidariedade. Mas vemos que nesse mundo estúpido (desculpe o desabafo!), as pessoas mal amam seus próprios parentes, aqueles que são chamados “os de sangue em comum!” As pessoas não veem mais a essência da vida, caro Gabriel. Perdem os detalhes, se tornam alienadas por coisas passageiras, mundanas… mais uma vez: estranhas. (Talvez, alguém que chegue a ler este trecho de meu comentário deva pensar que sou uma pessoa extremamente religiosa e conservadora… que enxerga o demônio em tudo que é feito pelas pessoas que esquecem dos sentimentos que já citei. Querem saber? Não sou… Sou apenas uma pessoa, com alma infante, que busca maturidade no dia a dia, que busca andar de braços dados com o profeta… e que erra também, mas busca consertar o erro em seguida!)

    Deixa eu parar um pouco…

    Há alguns dias, desejei de uma forma, como nunca o fiz antes, que o amor pudesse reinar sobre a Terra. Me peguei na ânsia por este acontecimento, sentia o meu coração pulsar num ritmo diferente… Mas, para acabar com isso tudo, vejo que a cada dia que se passa, o amor fica cada vez mais longe desse cargo de rei!

    Mas acredito que há esperança… ainda…

    “Aprendi que boa oratória e inteligência não significam NADA se você não ama.”
    Em uma palavra: GÊNIO!

    “Por isso, eu quero que todos vocês morram. Porque para que outros possam viver, vale a pena morrer, vale a pena chorar, vale a pena sofrer. Não deixe de morrer por quem você ama, do contrário este amor ainda não haverá encontrado sua verdadeira essência.” – Sensacional.

    Ah, mas essa parte “… Não deixe de morrer por quem você ama…”. Putz, Gabriel, seria tão bom se as pessoas pudessem provar do sabor PRAZEROSO (DE VERDADE!) de cometer essa atitude… Pobres estranhos, acham que os prazeres tolos de uma parte do mundo que desfrutam são algo… Queria poder dizê-los: “Estranhos, isso nem se compara com o gosto prazeroso do verdadeiro amor!”

    É… Mas deixa eu ir ali converter minhas palavras em ação, porque não basta ficar revoltado e sentado no chão… É necessário AÇÃO!

    Deus abençoe a todos! E que o mundo fique melhor dessa doença! Em nome de Jesus, amém!

    See you soon, GabrielSuperWriter!

    • Bruno,

      Você disse que costuma parar, sentar em qualquer lugar, olhar para um canto significativo e refletir. Como eu preciso aprender a refletir mais e mais desta maneira.

      Muitas vezes eu pego os momentos em que estou dirigindo para refletir.. coloco uma música tranquila, um louvor ou algo assim… e viajo.. viajo mesmo… choro.. Tem vezes de eu sentir mais a presença de Deus no carro.. dirigindo… e cantando… e chorando.. do que na própria Igreja..! Isso é incrivel…

      Nossa vida é tão corrida e … como você mesmo disse, vivemos numa fábrica capitalista, insensata e descompensada… que se não tivermos estes momentos de reflexão, passaremos a vida toda com pressa prestando nossa atenção a coisas pobres que não valem nada.

      Em contra-partida, só refletir, como você mesmo disse, não é o bastante.. temos que agir.. Achei muito sábio da sua parte dizer isto:

      “Mas deixa eu ir ali converter minhas palavras em ação, porque não basta ficar revoltado e sentado no chão… É necessário AÇÃO!” – isto sim é Genial!

      Parabéns por ser o que você é… tenho certeza que Deus se agrada absurdamente com a sua humildade.

      Nem preciso agradecer pelo comentário né? – já deixei claro como me sinto sobre eles…

      Um forte abraço,

      • Bruno Alisson Freire Pedrosa

        Hahahahahaha!!! Muito obrigado, Gabriel… Eu já disse o quanto me sinto lisonjeado por todo o seu agradecimento. E quanto ao que você falou em sentir Deus mais próximo enquanto você dirigem, eu também tenho momentos assim… Já tive várias oportunidades e O agradeço de coração!

        É verdade, temos que AGIR sim! =D E é a coisa mais sensata a se fazer, nada de genial… rsrsrsrs!

        Obrigado por me parabenizar pelo que sou… Isso estimula e me faz querer ser melhor… Me faz querer avançar e fazer com que Deus sinta um maior orgulho de mim dia após dia, pois sei que acima de tudo isso, ainda carrego uma plaquinha de ser humano tosco e pecador… Mas aos poucos a gente vai podando as plantas de “raízes ruins” que crescem em nosso ser…

        E a única que coisa quero carregar desse mundo, exatamente, é que o Super-PAI possa fazer de mim um alguém útil para refletir, pelo menos em uma parcela significativa, as Suas vontades. Ainda tenho muito chão pela frente, consequentemente, tenho muitoooooooooo o que aprender ainda!

        Enfim, valeu mesmo!

        Fique com Deus, SuperWriter! Haha!

        Bruno Freire Pedrosa.

      • Bruno Alisson Freire Pedrosa

        DIRIGE*

  3. Bruno Alisson Freire Pedrosa

    Corrigindo: … Poderia ser O maior amigo da solidariedade.

    E, viu, voltei ao meu cargo de comentarista exagerado… Fiz mais um texto!

    Abraços!

    Bruno Freire Pedrosa.

    • Cara.. a melhor coisa que você fez foi voltar a este cargo!

      To vendo que este ano você não escapa dos 3 primeiros! hahaha

      • Bruno Alisson Freire Pedrosa

        kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!! Legal, Gabriel. Bom saber… Voltei com força… Espero fazer outros desse aí… Ou até mesmo maiores! =P

        Fique com Deus!

        Bruno Freire Pedrosa.

  4. “Se não tivesse amor, de nada valeria”…sábias palávras de Coríntios 13.

    Esta granada está para a “igreja” de hoje. O amor se esfriou, vc. só existe se está la dentro; se sair, ninguém se lembra mais de você, mesmo até não sendo uma pessoa “anônima” (por exercer alguma atividade lá dentro).

    São muitas pessoas, mas poucos imitadores de Cristo.

    Eu fui uma dessas pessoas que se afundou, que se reergueu, mais de uma vez. Sinceramente? Os considerados “crentes fervorosos” nunca ligaram para saber se eu estava viva. Minha mãe muitas vezes diz que sou boba, que procuro um e outro e que ninguém me liga, mas não vou mudar minha essência porque os outros são “distantes próximos” (música do grupo logos, boa).

    Mas confesso que já ando mais fria, não sou mais aquela menina que liga correndo para saber o que o outro quer, até porque dependendo da pessoa eu sei que me ligou só para pedir, pois sou regra 3 na hora das coisas boas, eu não existo. Já forcei até mais, mas confesso que dia desses eu não quis saber de retornar a ligação, não era nada demais pelo recado que minha mãe me deu.

    Mas digo que Deus sabe o que está fazendo. Lembra-se da música que te enviei “O Tapeceiro”? Então, quando Ele coloca uma linha escura, dói muito, mas Ele sabe o que está fazendo.

    Eu precisei chegar, como diversas vezes preciso chegar ao fundo do poço para eu entender o que Deus quer, para eu me achegar a Ele também.

    Em um momento de tristeza que li o famoso texto e até hoje estou aqui, espero conhecer essa galera toda que posta aqui, principalmente, vc. e Vanessa, que quero que sejam sempre meus amigos.

    Foi assim uma outra vez tb., que conheci grandes pessoas, num momento de depressão profunda. E aí, como diz a música: “tudo se explica, tudo se encaixa, tudo coopera para o bem…”

    • Bruno Alisson Freire Pedrosa

      Uau! Em diversos pontos, senti como se você estivesse descrevendo a minha história também! Mas a vida continua a dar seus passos, conforme o mundo gira em torno do Sol… E é como você disse:

      “Ele coloca uma linha escura, dói muito, mas Ele sabe o que está fazendo.”

      E depois a música já pode ser considerada como prática: “tudo se explica, tudo se encaixa, tudo coopera para o bem…”

      Fique na Paz de Deus, Patrícia.

      Abraços!

    • Patricia,

      Sim, essa granada está voltada principalmente para a Igreja de hoje, que se preocupa em crescer, em ganhar novos membros, mais dizimo, mais ofertas, ter um templo com bancos estofados.. e q nao percebe que a moradora ao lado do templo está morrendo. “Mas pq devo ajuda-la? ela nao é da nossa igreja, nem mesmo é crente!”.

      “São muitas pessoas, mas poucos imitadores de Cristo.” – Como são poucos, como são poucos, na verdade acho que hoje não existe na terra um imitador autêntico de Cristo.

      Suas próprias experiências de se reerguer.. cair.. reerguer novamente nos mostram que aqueles que talvez sejam os mais indicados para nos ajudar.. no final das contas a gente não pode contar muito. O que acho maravilhoso sobre isso é que as pessoas podem nos abandonar nas horas dificeis, mas não Deus. Todas as pessoas que você acha que irão te ajudar podem fechar as portas.. Deus vai lá, escolhe uma pessoa que não tem nada a ver com o negócio e coloca na sua frente para te ajudar. Provando assim que Deus é Deus independente de quem vai te ajudar.

      “Em um momento de tristeza que li o famoso texto e até hoje estou aqui,” – obrigado por ter lido aquele texto e hoje estar aqui. Obrigado complementar fantasticamente este blog, cuja existência sem vocês seria sem sentido.

      Abraço,

  5. palavras*

    ——

    Ass: uma cristã atualmente sem “igreja”, mas que é cristã.

    • Bruno Alisson Freire Pedrosa

      Patrícia, foi senscional a maneira como você assinou! Somos dois cristãos que estão no mesmo barco! \õ/\ô/

      Abraços!

      • É .. então somos 4 se contarmos minha esposa e eu…

        Estamos quase difinindo uma Igreja para nós… mas por enquanto acredito que possamos nos encaixar no mesmo cenário que vocês..

    • Partimos do ponto onde Igreja não salva.

      Igreja ajuda na caminhada, auxilia, é bom ter amigos, pessoas junto com você nesta árdua caminhada. Mas só igreja não salva… dificil encontrar uma Igreja que valha a pena.

  6. Competição com o Bruno…

    Ano passado, se eu não tivesse chegado quase ao fundo do poço, eu não estaria hoje passeando e com pouco tempo para acompanhar todos os posts. Hoje mesmo passeei bastante. Detalhe que onde eu estava a sensação térmica era de quase 50°….

    Tenho muito o que tratar, muito o que melhorar, em mim e para ajudar as pessoas. Um pouco da minha timidez atrapalha, então uso outras formas para ajudar, mas não me sinto completa, plena. Mas sei que é um passo de cada vez, um cego não pode guiar outro…

    • Bruno Alisson Freire Pedrosa

      Hahahahaha! Competição comigo? =D Muito bem, Patrícia. Eita, Gabriel, pelo menos tenho alguém pra fazer parte do “Clube dos que escrevem posts em cima de outros posts”. Hahahahaha!!!

      Fiquem com Deus.

    • rs.. adoro sua competição com o Bruno hahaha.

      As vezes precisamos chegar a um ponto onde não tem mais como cair… para que então possamos subir né..

      Mas me diz uma coisa, onde é que você estava com esses 50 graus? num Microondas?

      Sim, dê um passo de cada vez. Quando eu fazia parte da Igreja católica, aprendi um conceito muito bacana… o pessoal da Canção Nova criou um movimento chamado PHN (Por Hoje Não) – por hoje Não vou mais pecar… só por hoje, amanha é outro dia.

      Esse conceito é muito bacana.. muito mais fácil…

      • Forte do Pico, em Niterói. Foi acho que o dia mais quente do ano. Em Niterói (embaixo), 18:30 estava fazendo 42 graus.

        Eu estava de tarde a 227 metros de altura lá no forte e lá é muito quente, a sensação era de uns 50 graus sim. Fiquei com um pouco de mal estar lá em cima, a quentura era muita e pouco vento.

      • Nossa Patricia, eu com certeza passaria mal nessa temperatura. Sou mto fraco para temperaturas quentes.

        Mes passado estava na Bahia, numa cidade chamada Lamarão… quando deu 2 da tarde, depois de uma feijoada, se eu nao corresse para baixo de um chuveiro gelado.. eu iria para o hospital..

      • Eu não sabia se bebia água ou se me encharcava de bloqueador solar (uso de 60). Sei nem se acabei passando água e bebendo filtro…rsrrs

      • HAHAHHAHHA..
        no meio do calor… daquele vuco-vuco..
        vc deve ter se hidratado com protetor.. e esfregado agua na pele messsssssssssmo! kkkkkkkkk.

        #RIALTO ahahah.

  7. Realmente faltam pessoas como você e sua esposa nesse mundo, para fazer dele um lugar melhor para todos nós e, principalmente, para nossos filhos.

    Você mais uma vez deu uma aula e, a cada novo post, mostra que está acima de 90% das pessoas no mundo. Você é o cara! Parabéns por cada ação sua…

  8. Eu gostava mais quando o Gabriel respondia os posts parcialmente e não tudo de uma vez como tem feito ultimamente.

    Da série: protestos.

  9. Estou com gripe.

  10. tinha tumulto lá não, mas é que uso filtros diferentes para o rosto e para o corpo, mais boné, pq. estava usando ácido no rosto, mais um monte de garrafinha de água…rsrsrs

    Mas a visao é muito bonita lá de cima.

  11. Hoje eu voei de helicóptero. Dá medo não, é tranquilo.

    Havia muitos turistas lá, menos um casal de São Paulo… 😦

    • Meu…

      Que vontade q temos de voar de helicóptero!

      Quando visitamos as catarátas do Iguaçu tinha um passeio, lindo, sobre as quedas… Mas custava MUITO caro, era algo em torno de 700 reais (por pessoa).

      Então é tranquilo? conheci uma piloto de helicóptero que disse ter medo de altura. Ela disse que se subir no vigésimo andar de um prédio e olhar para baixo, sente medo. Mas quando está dentro da aeronave, é super tranquilo.

      Daqui a pouco este casal de SP estará lá… prometo! 🙂

      • De foz do iguaçu pode dar algum medo dependendo da época do ano, porque lá deve ter mais vento do que o normal por causa das cataratas.

        Agora que quero fazer um voo noturno, mas de outro ponto: o da urca, aí quero ver o Cristo à noite como é.

        O meu voo foi de 6/7 minutos, mas o cara embicou lá e fez uns 10 minutos……rs
        Ótimo pq. o voo de 8/9 minutos era mais caro e ele fez 10 e paguei só pelo de 6.

  12. Bom, eu vou falar apesar de você já saber….
    Gabriel te admiro muito, você é uma ótima pessoa e com um coração incrível! Muitas pessoas falam bonito, escrevem bonito, mas você tem ações, e isso é o que realmente importa. Parabéns por mais uma atitude, pois sei que já fez várias….
    Ah…inclusive acho que preciso de uma casa…já que a Vanessa falou que eu podia ir morar lá….rsrsrsrs.

    Agradeço á Deus pela sua amizade e da Vanessa.

    Abraço…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s